quarta-feira, 2 de julho de 2008

Fábula: A pomba e a formiga.

Corria pela floresta um regato de águas claras e borbulhantes, e sob um talo de capim, na margem do regato, estava parada uma formiga.Tinha ela muita sede e inclinou-se para beber água, mas ao fazer isso, escorregou e caiu no riacho.
Apanhada pela forte correnteza, a formiga foi arrastada e por mais que tentasse, não conseguia nadar para a margem.
Nesse momento, uma pomba passou voando e ao avistar a formiga que se debatia, compadeceu-se do apuro dela.Partiu um galhinho de uma árvore próxima e jogou-o na água.A formiga, sem perder tempo, subiu agilmente no galhinho e finalmente conseguiu alcançar a margem em segurança.
Não muito tempo depois disso, a formiga saiu para um passeio e topou novamente com a pomba.
Um caçador estava prestes a apanhar a ave com uma grande rede.Vendo o que ia acontecer, a formiga picou com força o calcanhar do homem, que gritou, espantado.
A pomba ouviu, assustou-se e voou.
Moral: Amor com amor se paga.

2 comentários:

Maria Eduarda disse...

òtima fábula!
Eu estava pesquisando para fazer uma pequena tarefa, quando cliquei nessa fábula, gostei e copiei para mim!
bjOs!

Anônimo disse...

Eu e minha amiga amamos! Serviu e muito para o nosso trabalho de religiao. bjoos ...